31 julho 2007

Maçonaria brasileira lança manifesto contra a situação do país

A maçonaria brasileira lançou um manifesto ao final de sua reunião realizada em Pernambuco, criticando a situação da vida nacional. O texto é o seguinte: “A Confederação da Maçonaria Simbólica do Brasil - C.M.S.B., constituída das 27 (vinte e sete) Grandes Lojas Maçônicas do Brasil, reunida no período de 16 a 21 de julho de 2007, na cidade de Recife - Capital do Estado de Pernambuco, por ocasião da realização de sua XXXVI Assembléia Geral Ordinária. PROCLAMA - A urgente necessidade de que os agentes do Poder Público, eleitos pelo povo ou nomeados para os distintos cargos ou funções dos diversos Entes que constituem a República, exerçam-nos com a absoluta obediência aos princípios éticos e morais que devem presidir as ações do gestor da coisa pública. De outra feita, que a União cumpra a disposição Constitucional que determina o repasse orçamentário para o Sistema Único de Saúde - SUS, necessário aos cuidados das populações menos favorecidas do País, as quais, por fala dessas verbas têm precário atendimento às mínimas necessidades que lhes assegure vida digna. De igual, para evitar o colapso que se avizinha na Educação Pública, impõem-se à União, aos Estados e Municípios o cumprimento rigoroso, das disposições constitucionais que determinam ser direito de todos e dever do Estado promover o pleno desenvolvimento da pessoa para o exercício da cidadania. Urge que os Poderes competentes adotem as medidas indispensáveis para evitar o descontrole instalado na segurança pública, inibindo as ações deletérias de grupos marginais organizados, que atuam em detrimento da ordem imprescindível ao desenvolvimento sócio-econômico do povo brasileiro. Finalmente, consternada com os sucessivos acidentes aéreos que enlutaram tantas famílias brasileiras, apresenta-lhes sua solidariedade, exigindo dos responsáveis pelo tráfego aéreo as urgentes e indispensáveis medidas que impeçam o verdadeiro caos que reina nesse setor. Recife - PE, 21 de julho de 2007. Milton Gouveia da Silva Filho, Grão-Mestre da M R Grande Loja do Estado de Pernambuco e Presidente da XXXVI Assembléia Geral Ordinária da C.M.S.B.”. A nota segue assinada por todos representantes de todos os Estados: Luis Saraiva Correia (Acre), Ivanildo Marinho Guedes (Alagoas), Bernardino Senna Ferreira Filho (Amapá), Fenando Ferreira Lima (Amazonas), Itamar Assis Santos (Bahia), Edelcides Lino de Melo (Brasília), Etevaldo Barcelos Fontenele (Ceará), Sérgio Muniz Gianordoli (Espírito Santo), João Batista Fagundes (Goiás), Raimundo Nonato Santos Pereira (Maranhão), José Carlos de Musis (Mato Grosso), Juarez Vasconcelos (Mato Grosso do Sul), Antônio José dos Santos (Minas Gerais), Victor Swami R. Alves (Paraíba), Marcos Antônio de Araújo Leite (Paraíba), João Carlos Silveira (Paraná), Dimas José de Carvalho (Pernambuco), Reginaldo Rufino Leal (Piauí), Waldemar Zveiter (Rio de Janeiro), Luiz Carlos R. Da Silva (Rio Grande do Norte), Rui Silvio Stragliotto (Rio Grande do Sul), Renato Condeli (Rondônia), Ademir Pinheiro Viana (Roraima), Aírton Edmundo Alves (Santa Catarina), Antônio Fontes Freitas (Sergipe), Jair de Alcântara Paniago (Tocantins). A maçonaria esteve ligada a todos os grandes movimentos brasileiros, como o da Independência, o fim da escravidão, a Revolução Farroupilha e outros. Portanto, é muito importante quando ela lança um documento dessa espécie. É um forte aviso.
Fonte: Videversus - Revista Eletrônica Diária - 31/07/2007 - Porto Alegre/RS