20 agosto 2012

Mensagem do Grão Mestre do GOB no Dia do Maçom

Palavra do Grão-Mestre Geral do GOB
Dia do Maçom

Nesta segunda feira (20.08) comemoramos o dia do maçom. Em homenagem a todos vocês irmãos, a equipe de comunicação do Grande Oriente do Brasil entrevistou o Grão-Mestre Geral do GOB Soberano Irmão Marcos José da Silva que falou um pouco da importância da data e do que representa o maçom diante das tradições e da modernidade.

O dia do maçom é uma data em homenagem aos irmãos. O que representa para o senhor esta data?
Marcos José da Silva
 – Na minha concepção simplória, o dia do maçom é todo dia, porque as atividades envolvidas nas lojas maçônicas são diárias em todas as partes do Brasil e do mundo e em todas as horas. As finalidades da maçonaria e os princípios da nossa instituição estão constantemente sendo revisados e revividos de tal forma que nós temos na realidade, a maçonaria em tempo integral. Pensamos o dia do maçom como um dia para ser histórico, simbólico e lembrado. Mas aos nossos irmãos é importante que saibam que todo o dia é dia do maçom.

Qual o papel do maçom na atualidade? Qual seria a melhor maneira do irmão entender a modernidade que ele vivencia com todas as novidades que surgem e manter as tradições que a maçonaria também considera?
Marcos José da Silva
 - A maçonaria considera a moral espiritual, a presença da pessoa e o respeito à pessoa. O conceito principal da maçonaria é o da moralidade e este permanece. Esse aspecto maçônico em si, por mais que haja modernidade e grandes transformações em qualquer que seja o sentido, o princípio da moral maçônica é sempre o mesmo e será sempre mantido. Conceitos modernos considerados imorais ontem, nos dias atuais são considerados normais, alguns fatos são novos, e nós maçons observarmos.

A modernidade na maçonaria é procurarmos nos adequar aos novos fatos de tal forma que podemos nos moldar a eles, mas com uma visão muito mais ampla. Socialmente falando o sentido de moral varia de acordo com a concepção que se tem com o passar do tempo. E o pensamento e atitudes são uma questão também de foro íntimo, pois a imoralidade às vezes não está em quem pratica, mas em quem pensa em quem pratica, que é o que eu chamo de hipocrisia, a pessoa criticar algo que na realidade ela já fez ou faz. A maçonaria não se envolve nesse aspecto.

Nos preocupamos em dar assistência as pessoas, ao relacionamento pessoal,  que para nós é importante ao todo e não fatos isolados em termos de modernidade. A maçonaria está atenta a isso e busca difundir e influenciar boas ideias. Algumas pessoas também começam a achar que maçonaria pode resolver os problemas da modernidade e não é assim. Nós maçons tentamos oferecer mecanismos e ferramentas para que cada um possa se autoaprimorar e nesse contexto levamos em consideração aspectos importantes, quando a pessoa entra na maçonaria e com o passar do tempo como ela vai moldando a sua internalidade em termos de conhecimento e aprimoramento para seu crescimento pessoal.

Para finalizar gostaríamos que deixasse uma mensagem para os maçons nesse dia de comemorações.
Marcos José da Silva
 - Em termos de Grande Oriente do Brasil (GOB) é mais um motivo de grande alegria, pois neste ano em que comemoramos os 190 anos é muito bom celebrarmos este grande feito para os irmãos. O momento histórico é outro, os desafios são outros, mas nem por isso poderemos esmorecer. Temos novas fronteiras e iremos alcançar novos limites e, acima disso, temos consciência de que a maçonaria, apesar de antiga, continua se modernizando, através de seus membros, suas ações e de um sentimento cada vez mais renovado e puro de brasilidade. Esse é o sentimento que externo a todos os irmãos nesse dia do maçom tão importante para todos nós.
20.08.2012
Marcos José da Silva
Grão-Mestre Geral


Sec:. Geral de Comunicação e Informática