27 setembro 2012

Florianópolis - Calçadão João Pinto fecha as portas para pedir por revitalização

Os comerciantes do Calçadão João Pinto, em Florianópolis, resolveram fechar as portas na manhã desta quinta-feira. O motivo do protesto é o descaso da Prefeitura Municipal com esta parte da cidade, totalmente esquecida pelos vereadores e sua excelência, o Prefeito Municipal. 


Numa das fotos tiradas às 10h, o aviso: "Prezados Clientes. Estamos na manifestação em favor à revitalização da região. Retornaremos às 11hs."


Agora as razões. Os comerciantes do entorno do Calçadão da João Pinto têm sofrido com o descaso da Prefeitura Municipal de Florianópolis. As portas dos seus estabelecimentos têm servido como banheiro para para os moradores de rua e desocupados da noite, fazendo com que praticamente todos os dias tenha que ser feito a limpeza das cortinas de ferro, impregnadas pelo forte cheiro da urina.


No terminal de ônibus  inacabado - alvo de promessas políticas de todo tipo - os fatos se repetem. Virou o hotel dos moradores de rua, que, sem encontrar apoio do poder público, firmam seus colchões e colchonetes, já nos finais de tarde, para conseguirem o melhor lugar para dormir.

Já a menos de 50m dali, no prédio da Fundação Franklin Cascaes, vemos durante todo o dia os drogados da cracolândia chegar e sair com suas pedras de crack e seringas. Injetam-se à luz do dia sem serem importunados pela guarda municipal. Já tivemos a oportunidade de presenciar inclusive cenas de sexo entre drogados em pleno final de tarde, sendo que a turma da Comcap diz que é comum encontrarem seringas e camisinhas no local. É coisa de louco. Parece que esqueceram desse lado da cidade.

Daqui pra frente passarei a tirar as fotos de tudo isso que está sendo postado, pois a coisa como está não dá pra continuar.