24 outubro 2012

Eleições de 2º Turno em Florianópolis - baixaria pura

A coisa está cada dia mais feia. É denúncia de A contra B e B contra A todos os dias. Não dá mais pra aguentar o horário eleitoral. É baixaria pura. Os marqueteiros apelaram e conseguiram desfigurar completamente seus candidatos; parecem não ter aprendido que o candidato que apanha vira "coitadinho" e o povo ainda costuma se voltar contra o agressor, não importando se o mesmo tem ou não razão.
Estão lembrados do Lula nas eleições de 2006?
Na época, chegou a se intitular "massa de pão", pois quanto mais batiam, mais ele subia nas pesquisas.
O negócio é que já conhecemos a campanha de cada um dos candidatos a prefeito por causa da propaganda do primeiro turno e ainda assim somos obrigados a ver esse show de baixarias por duas semanas a fio, com a invasão dos nossos lares no horário nobre e ainda para sermos cúmplices de suas ofensas e mal feitos.
Não sou correligionário de nenhum dos candidatos a prefeito e por isso, acredito, posso manifestar-me com isenção partidária.
O momento tem sido tão desgastante para os eleitores que se fosse possível adicionar o nome do professor Elson ao lado dos dois candidatos que disputam o segundo turno das eleições para prefeito de Florianópolis, dando-lhe apenas 10 minutos para sua propaganda e inclusão no último debate, que talvez presenciaríamos uma "lavada" de votos daquele excluído sobre os candidatos legítimos. A explicação seria simples: o povo está cansado de falsas promessas e quer propostas viáveis. O resto é balela.